Wall Street abre animado com os mais recentes dados da inflação

Cerca das 14:40 (hora de Lisboa), o tecnológico Nasdaq aprecia 1,91% para 12.731,06 pontos, enquanto o financeiro S&P 500 ganha 1,53 % para 4.192,12 pontos e o industrial Dow Jones avança 1,36% para 33.218,85 pontos. Por sua vez, o Russel 2000 valoriza 1,88 % para 1.944,10 pontos.

A bolsa de Nova Iorque abre a sessão desta quarta-feira com os principais índices todos no ‘verde’ depois do Departamento de Estatísticas do Trabalho norte-americano dar conta de um abrandamento da inflação, maior do que o antecipado, para os 8,5% em julho, depois de tocar máximos de mais de 40 anos em junho.

Cerca das 14:40 (hora de Lisboa), o tecnológico Nasdaq aprecia 1,91% para 12.731,06 pontos, enquanto o financeiro S&P 500 ganha 1,53 % para 4.192,12 pontos e o industrial Dow Jones avança 1,36% para 33.218,85 pontos. Por sua vez, o Russel 2000 valoriza 1,88 % para 1.944,10 pontos.

A inflação nos EUA abrandou em julho para os 8,5%, depois dos 9,1% no mês anterior. Este valor fica ligeiramente abaixo do esperado pelos analistas, que previam já uma redução, mas apenas até aos 8,7%. A inflação subjacente manteve-se em 5,9%, tal como em junho, o que também fica abaixo das projeções de uma subida para 6,1%.

Quanto às empresas que estão com algumas das maiores movimentações no início da sessão, destaque para as ações da Trade Desk, que subiram 30,23% depois de a empresa de publicidade digital ter divulgado uma receita trimestral acima do esperado e ter dado uma previsão otimista para o trimestre atual. A empresa disse que o seu desempenho lhe dá confiança de que pode ganhar participação de mercado em qualquer ambiente económico, segundo a “CNBC”.

O Twitter avançou 3,32% após a notícia de que Elon Musk vendeu quase 7 mil milhões de dólares em ações da Tesla (que está a subir 3,18%) nos últimos dias numa altura em que não se sabe se o tribunal irá forçar Musk, em outubro, a cumprir o acordo de aquisição de 44 mil milhões.

Em relação ao preço do barril de petróleo, em Nova Iorque, o WTI cai 0,69% para os 89,85 dólares por barril, e o Brent desvaloriza 0,54% para os 95,77 dólares em Londres.

No mercado cambial, o euro aprecia 1,09%, estando a ser negociado perto dos 1,0319 dólares.

Recomendadas

Bolsa brasileira regista melhor dia desde 2020. Investidores miram privatizações de Bolsonaro

Várias empresas públicas registaram disparos na bolsa brasileira com investidores interessados nos processos de privatização se Jair Bolsonaro ficar no poder.

Bolsa de Lisboa sobe mais de 1% em manhã positiva na Europa. BCP negoceia acima dos 3%

No mercado energético, a Greenvolt ganha 1,18% para 8,54 euros, a EDP Renováveis sobe 0,69% para 21,90 euros, a EDP avança 0,11% para 4,56 euros e a Galp sobe 0,90% para 10,12 euros, depois de ontem a empresa ter anunciado que o CEO Andy Brown vai terminar o seu mandato em 31 de dezembro.

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta terça-feira

O Governo discute hoje em Conselho de Ministros extraordinário a proposta de Orçamento do Estado para 2023, que deverá dar entrada no parlamento na próxima semana. No Luxemburgo, estão agendados discursos de Lagarde e Enria. Saiba o que esperar desta terça-feira.
Comentários