Wall Street fecha a perder, com Nasdaq e S&P 500 a tombar mais de 2%

A nível empresarial, destaque para a queda da Apple de quase 5% depois do Bank of America baixar a empresa de Neutral para Buy, citando preocupações com uma desaceleração nos gastos do consumidor.

Wall Street | Spencer Platt/Getty Images

Os principais índices bolsistas norte-americanos encerraram a sessão de quinta-feira a tombar para o ‘vermelho’ à medida que os receios de que uma recessão não impedirá a Reserva Federal de aumentar as taxas de juros. O mercado não conseguiu manter o sentimento positivo registado no fecho da sessão do dia anterior, dia em que o Banco da Inglaterra disse que compraria títulos num esforço para ajudar a estabilizar os mercados financeiros e a libra esterlina.

O tecnológico Nasdaq fechou a desvalorizar 2,84% para os 10.737,51 pontos, o industrial Dow Jones recuou 1,54% para os 29.227,59 pontos, enquanto o empresarial S&P 500 recuou 2,09% para os 3.641,40 pontos.

A nível empresarial, destaque para a queda da Apple de quase 5% depois do Bank of America baixar a empresa de Neutral para Buy, citando preocupações com uma desaceleração nos gastos do consumidor.

No mercado petrolífero, o ouro negro está a ser negociado em baixa, abaixo dos 90 dólares. O preço do brent está a recuar 0,78% para os 87,36 dólares, e o crude valoriza 0,86% para os 81,44 dólares.

No mercado cambial, o euro está a ter uma valorização de 0,68% face ao dólar, para os 0,9801 dólares.

Recomendadas

Wall Street encerra sessão com índices a desvalorizar mais de 1%

No fim de sessão em Wall Street o Dow Jones perde 1,45% para 33.849,46 pontos, o S&P 500 cai 1,51% para 3.965,30 pontos e o tecnológico Nasdaq cede 1,58% para 11.049,50 pontos. 

PSI cai em linha com Europa. Greenvolt e BCP lideram perdas

Dos quinze títulos apenas três fecharam em alta em Lisboa. Lá fora, “o ambiente de contestação social que se vive na China, onde se intensificam os protestos contra a política de Covid zero, está a gerar desconforto aos investidores e que desta forma descontam o mesmo nas bolsas”, realça o analista da MTrader.

Lagarde avisa que taxas de juro vão continuar a subir

Dados da inflação na zona euro em novembro vão ser conhecidos esta semana. BCE reúne-se em meados de dezembro.
Comentários