Wall Street fecha semana em alta com semicondutores a darem ímpeto

O sector tecnológico esteve em destaque, beneficiando da aposta dos investidores na recuperação dos fabricantes de semicondutores Nvidia e Micron e dos dados da inflação de julho, que afastam subidas mais fortes das taxas de juro em setembro.

Wall Street fechou a sessão de sexta-feira em alta, impulsionado pela surpresa desta semana na inflação de julho nos EUA e pelo sector tecnológico, que recuperou parte do fulgor perdido nos últimos meses.

O Dow Jones fechou a ganhar mais de 420 pontos, subindo 1,27% até aos 33.761,05, enquanto o S&P 500 valorizou 1,69%, chegando até aos 4.278,50 pontos. O Nasdaq liderou os ganhos, acelerando 2,09%, ou 267 pontos, até aos 13.047,19.

As cotadas tecnológicas foram o principal destaque do dia, com a Nvidia e Micron a valorizarem mais de 4% com os investidores a mostrarem apetência por compras de títulos em baixa. Já os principais títulos do sector fecharam todos acima de 1%, com Amazon, Alphabet, Netflix e Apple todos na casa dos 2%.

A fabricante do iPhone terá pedido aos seus fornecedores que aumentem a produção para fazer face a uma procura pela nova linha do aparelho que, espera, se deverá manter elevada. Os restantes grandes nomes do ramo capitalizaram com as notícias, beneficiando também da menor probabilidade de subidas mais fortes dos juros em setembro, perante uma inflação que começa a dar sinais de abrandamento.

Em sentido inverso, a energia não acompanhou os ganhos de outros sectores, com o preço do barril de petróleo a ceder 2,58% e castigando as cotadas energéticas.

Recomendadas

Bolsa brasileira regista melhor dia desde 2020. Investidores miram privatizações de Bolsonaro

Várias empresas públicas registaram disparos na bolsa brasileira com investidores interessados nos processos de privatização se Jair Bolsonaro ficar no poder.

Bolsa de Lisboa sobe mais de 1% em manhã positiva na Europa. BCP negoceia acima dos 3%

No mercado energético, a Greenvolt ganha 1,18% para 8,54 euros, a EDP Renováveis sobe 0,69% para 21,90 euros, a EDP avança 0,11% para 4,56 euros e a Galp sobe 0,90% para 10,12 euros, depois de ontem a empresa ter anunciado que o CEO Andy Brown vai terminar o seu mandato em 31 de dezembro.

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta terça-feira

O Governo discute hoje em Conselho de Ministros extraordinário a proposta de Orçamento do Estado para 2023, que deverá dar entrada no parlamento na próxima semana. No Luxemburgo, estão agendados discursos de Lagarde e Enria. Saiba o que esperar desta terça-feira.
Comentários