Guterres vai encontrar-se com Putin em Moscovo na próxima terça-feira

As Nações Unidas referem que Guterres vai reunir-se com o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, antes de ser recebido por Putin. A visita ocorre dias depois do Kremlin ter frisado nunca ter recebido um pedido de visita ou contacto da parte do secretário-geral da ONU.

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres, vai ser recebido em Moscovo na próxima terça-feira, dia 26 de abril, pelo presidente russo, Vladimir Putin. A informação foi avançada esta sexta-feira pela agência “Interfax”, que cita o Kremlin, e confirmada pelas ONU.

As Nações Unidas referem que Guterres vai reunir-se com o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, antes de ser recebido por Vladimir Putin.

Porta-voz do líder das Nações Unidas, Eri Kaneko, adiantou ainda que o gabinete do secretário-geral da ONU está também em contacto com o governo ucraniano para aferir de uma possível visita ao país invadido pela Rússia, noticia a estação britânica “BBC”.

A visita ocorre dias depois do governo de Vladimir Putin ter frisado nunca ter recebido um pedido de visita ou contacto da parte do secretário-geral da ONU, numa altura em que várias figuras políticas internacionais apelam que a Federação russa dê por terminada a invasão da Ucrânia.

“Ninguém entrou em contacto, nem através da missão permanente da Rússia na ONU nem diretamente com o Ministério dos Negócios Estrangeiros“, afirmou Zakharova, citada pela agência “Al Jazeera”.

Apesar das declarações do Kremlin, o líder da ONU tem apelado à retirada das tropas russas da Ucrânia desde o primeiro dia da invasão, a 24 de fevereiro.

 

Recomendadas

CEO da Microsoft destaca plataforma para ajudar a Ucrânia criada por português

Satya Nadella diz que o “Ukraine Live Aid”, para prestar apoio aos refugiados ucranianos, foi um dos trabalhos “significativos” e “muito necessários” que feitos com as Power Pages da Microsoft.

Ocidente deve ser mais brando com a Rússia e a Ucrânia deve ceder, defende Kissinger

Segundo o ex-secretário de Estado dos EUA, os líderes europeus não devem perder de vista o relacionamento de longo prazo com a Rússia, nem devem arriscar empurrá-la para uma aliança permanente com a China. O antigo campeão de xadrez Garry Kasparov disse que essa posição, para além de imoral, foi provada errada repetidamente.

Mais de 200 corpos encontrados em cave de Mariupol

Informação foi avançada por Petro Andryushchenko, conselheiro do presidente da câmara de Mariupol.
Comentários