“Mercados em Ação”. “Emissão de dívida da UE? Estamos com uma liquidez excessiva no mercado”

“Há por parte dos investidores um grande interesse mas diga-se que estes instrumentos com uma elevada qualidade creditícia sempre atraiu os investidores, sobretudo numa altura em que estamos com uma liquidez excessiva por parte de toda a gente: bancos, fundos de pensões e fundos de investimento”, destacou Miguel Gomes da Silva, head of treasury and trading do Montepio.

Na última edição do programa “Mercados em Ação”, da plataforma multimédia JE TV, Miguel Gomes da Silva, head of treasury and trading do Montepio analisou a primeira emissão de dívida da União Europeia para financiar parte do programa de recuperação NextGenerationEU e do Mecanismo de Resiliência e Recuperação.

“Há por parte dos investidores um grande interesse mas diga-se que estes instrumentos com uma elevada qualidade creditícia sempre atraiu os investidores, sobretudo numa altura em que estamos com uma liquidez excessiva por parte de toda a gente: bancos, fundos de pensões e fundos de investimento”, destacou Miguel Gomes da Silva, head of treasury and trading do Montepio.

 

Relacionadas

“Mercados em Ação”. “Inflação nos EUA? Já sabíamos que 2021 iria ser o ano das commodities”

“A questão da inflação nos EUA é pertinente. Foi o maior aumento desde 1981 mas há que olhar para o que explica isto: as commodities. Já sabíamos que 2021 iria ser o ano das commodities”, destacou Miguel Gomes da Silva, head of treasury and trading do Montepio, a propósito do encontro de dois dias da Reserva Federal que termina esta quarta-feira.

O BCE, a Fed e o arsenal para a bazuca. Veja o “Mercados em Ação”

Acompanhe o “Mercados em Ação” no site e nas redes sociais do Jornal Económico. E reveja-o através da plataforma multimédia JE TV.
Recomendadas

JE Bom Dia. Alemanha e Espanha arrancam ronda de divulgações da inflação

Bom dia. Duas das principais economias europeias começam hoje a divulgar dados da pressão inflacionária, num dia em que a Comissão Europeia revela também dados do sentimento económico.

“Entrar em Bolsa? Não descartamos nada”, realça CEO da Doutor Finanças

A Doutor Finanças é uma das empresas portuguesas que se destacou no último ‘fintech report’. Foi uma das empresas que participou num programa para tecnológicas que admitem a entrada em Bolsa. Em entrevista à jornalista Mariana Bandeira nesta “Fast Talk” da JE TV, Rui Bairrada, CEO da Doutor Finanças, não exclui essa possibilidade.

“Hat Trick” no “Jogo Económico”.10 mil milhões de dólares: FIFA espera receitas nunca vistas para 2026

Veja a análise aos números da semana na rubrica do programa da plataforma multimédia JE TV.
Comentários