Hoje é o “dia D” para acordo entre UE e Reino Unido sobre o relacionamento futuro

Sem acordo, as relações económicas e comerciais entre o Reino Unido e a UE passam a ser regidas pelas regras da Organização Mundial do Comércio. Os britânicos perdem o acesso ao mercado único já a partir de 1 de janeiro de 2021.

O relógio está a contar. As negociações entre a União Europeia e o Reino Unido para chegar a um acordo pós-Brexit terminam hoje, domingo, 13 de dezembro, e há bastante cepticismo quanto ao desfecho. O cenário mais provável a existência de um não acordo.

Na última sexta-feira, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse no Conselho Europeu, em Bruxelas, que “a situação continua difícil, havendo ainda muitos obstáculos” ao acordo que vai estabelecer as futuras relações comerciais entre Bruxelas e Londres.

O dossiê das pescas é o principal foco de discordância, mas não o único. O Reino Unido pretende ver recuos significativos na questão das pescas e de concorrência, reconhecendo que estas têm um impacto real limitado, mas que constituem matérias de princípio para os britânicos.

Sem um acordo até ao fim de 2020, a partir de 1 de janeiro, os britânicos vão deixar de beneficiar do chamado período de transição, perdendo o acesso ao mercado único. As relações económicas e comerciais entre o Reino Unido e a UE passam a ser regidas pelas regras da Organização Mundial do Comércio, com aplicação de taxas aduaneiras e quotas de importação, além de mais controlos alfandegários e regulatórios.

O Reino Unido abandonou a União Europeia a 31 de janeiro, tendo entrado em vigor medidas transitórias que caducam no próximo dia 31.

A Comissão Europeia publicou, na passada quinta-feira, planos de contingência para que não sejam interrompidas a circulação rodoviária, o tráfego aéreo e as atividades de pesca.

Recomendadas

Chefes da diplomacia da Rússia e da Guiné Equatorial reuniram-se

Os dois ministros salientaram a importância crucial da segunda Cimeira Rússia-África, a realizar em São Petersburgo em 2023, para o reforço das diversas relações da Federação Russa com nações africanas, adianta-se no comunicado.

Cancelados dois concertos de Roger Waters na Polónia devido a posicionamento pró-russo

O co-fundados dos Pink Floyd iria atuar em Cracóvia em abril do próximo ano, na sala de espetáculos “Tauron Arena”, mas, segundo adiantam alguns meios de comunicação da Polónia, as autoridades polacas pretendem declarar Roger Waters como ‘persona non grata’.

Protestos no Irão: Ministério dos Negócios Estrangeiros convoca embaixadores britânico e norueguês

Mahsa Amini, 22 anos, foi detida na terça-feira passada pela chamada “polícia de moralidade” de Teerão, capital do Irão, onde se encontrava de visita, por alegadamente trazer o véu de forma incorreta e transferida para uma esquadra com o objetivo de assistir a “uma hora de reeducação”.
Comentários